Sangeet

A origem combina três formas de arte: música vocal, música instrumental e dança.

Construir algo artístico envolve entender o conceito de evolução no sentido darwinista, cuja teoria permite compreender e criticar as mudanças do mundo como um todo. O exercício da percepção constante, resulta na nossa prática, encontrar os nossos próprios caminhos.

Nosso método colaborativo envolvendo a arte, a ciência e a tecnologia, apresenta a possibilidade de pesquisar e produzir em áreas mais amplas que as descritas no campo das artes visuais tradicionais, envolvendo grupos que normalmente que são compostos não apenas artistas, mas engenheiros, cientistas, matemáticos... todos focados em construir algo incrível juntos, interessados em trocar conhecimentos fora de suas respectivas áreas de estudo.

 

O objetivo não é mais individualista, mas tornara-se coletivo e, por fim, sair da posição de um dom de artista criador para tornar-se algo livre, ao alcance de todos que queiram construir juntos ou apenas entender e experimentar um processo de atividade humana.

Em relação ao trabalho Sangeet, depois de desenvolvido o conceito principal do projeto, que foi baseado nas escalas musicais do sistema indiano, surgiu à ideia de ter como inspiração as garrafas indianas, para remeter o mesmo. Primeiramente escolhemos e recolhemos garrafas long neck de 355 ml, por terem um tamanho que ficaria mais coeso. Essas garrafas tiveram que ter os fundos cortados para que os fios do hardware (figura 2), pudessem ter acesso à placa arduino e que não ficassem expostos. A interatividade ocorre quando o interagente sopra na boca da garrafa, e essa responde à ação tocando uma nota da escala musical.

 

 

Aura Vitalis

 

Nas propostas, renova-se o desejo de elaboração de objetos singulares, não passíveis de reprodução em série, produto da colaboração complexa entre artistas, engenheiros, programadores e cientistas. Destaca-se que na relação entre arte e público, a arte computacional redefine os modos de apreciação de uma obra, na medida em que é um dispositivo de comunicação estético, físico e conceitual, que inclui o espectador agindo sobre o objeto e atendido por ele. Ou seja, ocorre uma relação conceituada de participação e interatividade. A poética é constituída exclusivamente por processos computacionais, inspirada na lógica de trabalho colaborativo, a partir de uma abordagem transdisciplinar, que mescla as características das diferentes áreas do conhecimento articuladas na sua concepção.

Intervenção Urbana

Intervenção Urbana